Aprendi que não temos limites para sermos felizes o importante mesmo é sempre buscar o que for necessário para essa felicidade que tanto procuramos, tudo depende de nós, só bastar querer! Agradeço aos meus santos e guias por que neles eu encontro uma felicidade muito especial e que através deles o meu contato com Deus e muito mais gratificante! A Casa da Estrela Guia é uma forma de agradecimento a eles! Obrigada!


Seja Bem vindo!!

Independente de qual for sua religião ou crença, sendo Espírita, Católico, Protestante, Evangélico, Kardecista, Budista, entre outras. Aqui neste espaço você encontrará Paz e Luz...


"De a quem você ama: Asas para voar, Raízes para voltar e Motivos para ficar.”Dalai Lama



Minha Meta: Divulgar o candomblé de todas as maneiras possíveis, de forma simples, clara e objetiva e Minha Missão: Ajudar os necessitados sem perguntas, fazendo o bem sem olhar a quem... - Alda da Oxum

Seguidores


Aqui começa mais uma etapa da minha Vida, que quero compartilhar com você. Neste Blog, espero ajudar muitos amigos, parentes e irmãos... Serve para quem sabe muito, pouco ou nada sobre o espiritismo. Ou seja, o Blog também será feito por você, caso tenha alguma dúvida, informação, oração, matérias, ou qualquer assunto sobre Candomblé ou Umbanda, mande para mim, pois um dia alguém precisará e terá aqui no Blog a sua informação. Desde já muito obrigada pela visita, pela ajuda e pelo carinho!


“O Candomblé não é responsável pelos absurdos praticados em seu nome, assim como Jesus Cristo não é responsável pelos absurdos que foram e que são praticados em Seu nome e em nome de seu Evangelho”.

quarta-feira, 23 de abril de 2014

São Jorge

Santo Guerreiro foi cassado pelo Vaticano em 1969

Ele está lá na Lua com seu cavalo branco combatendo o Dragão. Em muitas casas e comércios, a imagem de São Jorge aparece em quadros ou estátuas. Tão adorado e respeitado, e mesmo assim está entre os 200 santos “cassados” pelo papa Paulo VI em 1969, no Concílio do Vaticano II. A decisão, polêmica, só considera “santo” aqueles cuja existência tenha comprovação ou que não seja acompanhado por lendas estranhas (no caso de São Jorge, o dragão). Assim, por um ou outro motivo, entre os 200 “cassados” estão Santa Bárbara, São Cristóvão, São Lázaro e Santo Expedito.

Segundo o padre Quevedo, do Mosteiro de Itaici, o Vaticano aceita a devoção a esses santos e seus cultos são reconhecidos pelo catolicismo, mas eles não fazem parte do Calendário Litúrgico (missas ou orações específicas) em seus respectivos dias. Para a Igreja Católica, Jorge é considerado “um grande mártir”. A bibliotecária Rosângela Oka, do Mosteiro, confirma: “os livros mostram Jorge da Capadócia como um cristão que foi morto pelo imperador romano Dioclesiano por não abdicar de sua fé em Cristo”. Jorge, embora tenha sua vida comprovada, perdeu o status de santo devido ao dragão.

Quem foi: Sabe-se que no dia 23 de abril de 303 depois de Cristo (dC) o soldado Jorge, nascido na Capadócia (hoje Turquia), foi torturado e teve sua cabeça decepada, em Nicomédia (Palestina), devido a sua fé cristã. Seus restos mortais foram transferidos para a cidade de Lídia (perto de Jerusalém), onde foi sepultado. Em 312 dC, com a conversão do imperador romano Constantino ao cristianismo, uma suntuosa capela foi erguida no local em homenagem ao mártir.

Filho de pais cristãos, Jorge mudou-se para a Palestina depois da morte da mãe. Lá, foi promovido a capitão do exército romano devido a sua habilidade e dedicação. E aos 23 anos foi feito conde. Nessa época o imperador Diocleciano (236-305 dC) assinou um decreto determinando a morte de todos os cristãos. Jorge revoltou-se e afirmou que não iria acatar a ordem. E mais, passou a converter com sua fé os próprios romanos. Foi então que o imperador decidiu torturá-lo e decapitá-lo.

Dragão: Segundo algumas versões um dragão saía de vez em quando de um lago no Oriente Médio e atirava fogo nas plantações de uma cidade. Para aplacar a ira do bicho, era oferecido um sacrifício humano. Coube ao rei local enviar sua filha, que aceitou seu destino. A moça estava aterrorizada, quando surge um cavaleiro com capa vermelha montado num cavalo branco.

Segundo a lenda, foi Jorge quem enfrentou as labaredas do dragão e manteve um duro combate, com sua espada de ouro e sua lança de aço. Ferido, o dragão se converteu num animal dócil, sendo levado de coleira para o reinado, não estragando mais as plantações. Era época de Lua cheia e os habitantes da cidade passaram a ver no satélite da Terra a imagem do santo guerreiro.


Bicho: O santo é patrono da Inglaterra, Portugal e Grécia, entre outros países, é padroeiro do Corinthians (no clube existe uma capela dedicada ao santo, que é muito visitada), dos soldados, dos cavaleiros, dos escoteiros e dos bicheiros.

E uma história verdadeira e misteriosa ilustra bem a devoção a São Jorge pelos banqueiros do jogo do bicho. Na década de 50, no Rio de Janeiro, um bárbaro assassinato vitimou a filha de um dos principais bicheiros. O crime aconteceu em seu apartamento, de número 44, às vésperas do dia de São Jorge. As dezenas do cavalo são justamente 41, 42, 43 e 44. Ante tamanha coincidência, as apostas no 44 foram inevitáveis. E no dia 23 de abril o bicho que “deu na cabeça” foi... o cavalo!

Os banqueiros do bicho são famosos por honrar as apostas. Como eram muitas, naquele dia os banqueiros quebraram, faliram. Fizeram, então, promessa coletiva de que se conseguissem se recuperar, nunca mais aceitariam apostas no cavalo no dia de São Jorge. E até hoje é assim. No dia 23 de abril nenhuma banca de bicho do Brasil aceita apostas no cavalo. 

 
Santo Guerreiro: São Jorge é Ogum no sincretismo religioso brasileiro. O orixá tem as mesmas características: é guerreiro, valente, deus do ferro e das armas de metal. Assim como Jorge, protege os oprimidos. Na astrologia São Jorge representa Marte e o signo de Áries. 

Muita gente planta na entrada das casas ou escritórios “Espada-de-São-Jorge” ou “Lança-de-São-Jorge” para manter os locais seguros, livres de qualquer malefício.

MPB louva o santo: Grandes nomes da música brasileira reverenciaram São Jorge, sua valentia, sua proteção. Talvez a mais bonita seja a de Jorge BenJor, que musicou a oração ao santo (veja abaixo). A música foi gravada também por Fernanda Abreu e Caetano Veloso. Aliás, o baiano, fervoroso devoto, também compôs músicas ao Guerreiro, entre elas Lua de São Jorge e Cavaleiro de Jorge. Outros que cantam São Jorge: Ana Carolina, Maria Bethânia, Jorge Vercilo, Léo Maia (filho do saudoso Tim), Carlinhos Brown, Zeca Pagodinho e Lulu Santos (a lista é grande).

Oração a São Jorge
Jorge de Capadócia
(música de Jorge BenJor)

Jorge sentou praça
Na cavalaria
E eu estou feliz porque eu também
Sou da sua companhia
Eu estou vestido com as roupas
E as armas de Jorge
Para que meus inimigos tenham pés
E não me alcancem
Para que meus inimigos tenham mãos
E não me toquem
Para que meus inimigos tenham olhos
E não me vejam
E nem mesmo um pensamento
Eles possam ter para me fazerem mal
Porque eu estou vestido com as roupas
E as armas de Jorge
Salve Jorge
Armas de fogo
O meu corpo não alcançarão
Facas e espadas se quebrem
Sem o meu corpo tocar
Cordas e correntes arrebentem
Sem o meu corpo amarrar
Porque eu estou vestido com as roupas
E as armas de Jorge
Salve Jorge


São Jorge


Padroeiro


Patrono

Protege


Soldado
Bombeiros
Armeiros
Cavaleiros
Escoteiros
Seguranças
Serralheiros
Bicheiros
Corinthians


Inglaterra
Grécia
Portugal
Lituânia
Istambul
Geórgia (ex- USSR)
Catalunha (região da Espanha)


Contra doenças de pele
Medo extremo
Defensor das almas contra as tentações do demônio
Contra quedas de cavalo
Contra agressões com  metal (faca, canivete, etc.)
Contra criminosos




Obrigada pela visita e Volte sempre!!
Axé sempre em seus Caminhos!!!
Abraços!!

Alda da Oxum




Nenhum comentário:

Orixás

Orixás

Agradecimento


click to create your own


”Bem amados, intensificai vossas orações para que vosso planeta e vossos irmãos possam superar todos os obstáculos que se apresentam neste momento de transição.”


Postagens populares