Aprendi que não temos limites para sermos felizes o importante mesmo é sempre buscar o que for necessário para essa felicidade que tanto procuramos, tudo depende de nós, só bastar querer! Agradeço aos meus santos e guias por que neles eu encontro uma felicidade muito especial e que através deles o meu contato com Deus e muito mais gratificante! A Casa da Estrela Guia é uma forma de agradecimento a eles! Obrigada!


Seja Bem vindo!!

Independente de qual for sua religião ou crença, sendo Espírita, Católico, Protestante, Evangélico, Kardecista, Budista, entre outras. Aqui neste espaço você encontrará Paz e Luz...


"De a quem você ama: Asas para voar, Raízes para voltar e Motivos para ficar.”Dalai Lama



Minha Meta: Divulgar o candomblé de todas as maneiras possíveis, de forma simples, clara e objetiva e Minha Missão: Ajudar os necessitados sem perguntas, fazendo o bem sem olhar a quem... - Alda da Oxum

Seguidores


Aqui começa mais uma etapa da minha Vida, que quero compartilhar com você. Neste Blog, espero ajudar muitos amigos, parentes e irmãos... Serve para quem sabe muito, pouco ou nada sobre o espiritismo. Ou seja, o Blog também será feito por você, caso tenha alguma dúvida, informação, oração, matérias, ou qualquer assunto sobre Candomblé ou Umbanda, mande para mim, pois um dia alguém precisará e terá aqui no Blog a sua informação. Desde já muito obrigada pela visita, pela ajuda e pelo carinho!


“O Candomblé não é responsável pelos absurdos praticados em seu nome, assim como Jesus Cristo não é responsável pelos absurdos que foram e que são praticados em Seu nome e em nome de seu Evangelho”.

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Os Mandamentos do Babalorixá




1- Caráter e inteligência são as principais virtudes de um ser humano. Num babalorixá a inteligência não significa apenas o acúmulo de conhecimentos, mas exige criatividade para superar as dificuldades do dia a dia.

2- A sabedoria de um Babalorixá deve andar junto com sua coragem. Não adianta ter conhecimentos se faltar coragem e determinação em aplicá-los. A coragem, sem sabedoria, pôr sua vez, deixa de ser força e passa a ser insensatez.

3- Um babalorixá busca sempre atingir a perfeição, por mais difícil que pareça esta deve ser sua meta. Porém, o perfeccionismo deve ser equilibrado pela sabedoria e pela flexibilidade, com os outros e consigo mesmo.

4- A sorte de um Babalorixá é inconstante e, apesar de desejada incessantemente, por vezes, ela nos esquece. A fama, ao contrário, é firme e nos recorda e aos outros dos grandes feitos e ficará para a história. Mesmo sabendo que em sua maioria passaram pela vida religiosa como um cometa, deixando um rastro de dignidade, outros tantos foram esquecidos dentro do tempo e só a resgate do passado cultural africanista dará realce de suas importâncias e de seus feitos.

5- Na troca de experiências entre os Babalorixás, sempre buscamos algo neles e eles em nós. Que tal escolher fazer do outro um mestre, aproveitando sua sabedoria e compartilhando com ele a nossa?

6- Uma das grandes virtudes de um Babalorixá e saber ouvir a todos, indistinta e atenciosamente, faz com que aprendamos muito sobre todas as coisas. Lembre-se você não é o dono da verdade.

7- Ter conhecimentos, o poder do Axé, e saber usá-los para o bem, garante o êxito de nossas ações. Mas ter conhecimento e más intenções assegura a violência e a corrupção. Mantenha a doçura de seu Axé, Malfadado o babalorixá que tem fama de feiticeiro.

8- O Babalorixá não é muito inteligente tem que trabalhar em dobro e obterá igual resultado que aquele que é muito inteligente. Basta ter persistência.

9- Babalorixá que usa de propaganda cuidado! Pode ser enganosa. Babalorixá bom é o que mora longe. Não crie muitas expectativas nos teus filhos de santo e clientes sobre seus talentos e potencialidades. Apresente-se de maneira discreta. Mostre, mas não escancare.

10- Às vezes, um Babalorixá precisa de muito tempo para ser reconhecido. Isto não o torna menos Babalorixá.

11- Para um Babalorixá obter sucesso, temo um único caminho a seguir e este caminho mescla a virtude com a prudência. Sendo virtuosos saberá sempre agir da maneira correta e, sendo prudente, estará atento às armadilhas no caminho.

12- Abrir sua casa a novos conhecimentos da cultura e aos dos movimentos de consciência negra, são ingredientes indispensáveis a um bom relacionamento social e religioso. Mas não levante bandeiras aos radicais e extremados. Estes sempre tentaram usar seu nome e seu prestígio.

13- Os defeitos morais de um Babalorixá, ainda que pequenos, devem ser combatidos a todo custo, senão, podem se transformar em alvo da maledicência alheia.

14- Transformar-se em senhor de sua própria criatividade, para usá-la a seu favor, deve ser uma das metas a serem perseguidas por todo Babalorixá.

15- A integridade talvez seja a mais difícil das virtudes de um Babalorixá, pois ser verdadeiro e firme em nossos valores, em muitas ocasiões, pode ser inconveniente e corremos o risco de sermos abandonados por quem não possui esta virtude. Contudo, ela traz a quem nela persevera uma grande recompensa: a paz de espírito por manter-se a consciência limpa.

16- O Babalorixá deve fugir do vulgar, o mesmo deve ser feito em relação ao exótico que tantas vezes gera o ridículo. Bom gosto e bom senso em primeiro lugar. Evite os excessos, fale pouco, reflita muito, e seja coerente.

17- Usar o poder para fazer o bem ao maior número possível de pessoas é prova de caráter e de amizade e virtude maior de um babalorixá. Ser gentil com todos, sejam amigos ou inimigos, clientes ou familiares, além de prova de boa educação, engrandece a quem dá e honra a quem recebe a gentileza.

18- Um Babalorixá deve refletir sobre todas as coisas imprescindível. Tanto mais, quanto mais profundos e difíceis algo de alcançar. Nossa percepção pode falhar, só a reflexão poderá afastar-nos dos erros e ajudar-nos a valorizar o que de bom nos acontece. Não se deve transformar um pequeno acontecimento num a tragédia, levando-o muito a sério. Tampouco se pode menosprezar um problema sério. Para tudo há que se usar bom-senso, que só se pode conseguir com muita reflexão e auxilio de nossos Orixás.

19- Se estiver se sentindo com sorte, avance. Senão, fique quietinho. A sorte prefere os arrojados, mas o Babalorixá, saberá sempre a hora certa de agir. Um Babalorixá tem um domínio natural sobre suas próprias emoções, domina mais a si mesmo e dominara o outro, sem violência e sem necessidade de grandes discursos.

20- O Babalorixá não revela suas opiniões a todos. Procura não contradizer aos outros nem a si mesmo, mas exponha o menos possível seus pensamentos e emoções a os outros. Resguarda-se.

21- Se sentimo-nos atraídos ou simpáticos a algo ou a alguém é porque temos características semelhantes, até por sermos de um mesmo Orixá. Mas se julgamos antipáticas outras pessoas, podem ser pelo mesmo motivo. Reflita bem sobre isso.

22- O Babalorixá que é bom observador consegue captar a essência do Orixá do outro e, raramente, se engana. Aja sempre de acordo com seus princípios e não se deixe guiar pelas opiniões ou preconceitos alheios.

23- O Babalorixá que quer estar à frente dos demais e liderá-los deve ter o bom senso como sua qualidade principal.Quem quer ser grande deve fazer grande. Quem não é rei, deve, no entanto, aprender a ser e comportar-se com dignidade real. (Para os filhos de Odé e Xangô). O Babalorixá, sábio é aquele que sabe conduzir-se sem jamais chegar aos extremos, seja da ira, da dor ou mesmo do prazer.


24- Para o Babalorixá não basta conquistar a fama, é necessário mantê-la por meio de uma boa reputação.

25- O Babalorixá não cultivar ilusões. O insucesso pode ocorrer com qualquer um e mais vale estar preparado para ele, do que cair das nuvens. Antes que a fama o abandone, abandone-a. Isso fará com que ela aumente ainda mais. Faça como a formiga. Prepara-se nos momentos de glória, para os dias tormentosos que podem seguir a estes.

26- Ninguém é obrigado a dizer sim para tudo (ou para todos). Muitos se esquecem dessa verdade.Quando algo nos desagrada muito é melhor negarmo-nos a fazer do fazer de má vontade. Por outro lado, dizer sempre não desestimula e afasta o outro de nós. Portanto, antes de responder sim ou não a algo, devemos refletir bastante.

27- Também é importante a forma como essas duas palavras são ditas: mais vale um “não” acrescido de uma leve esperança, do que um “sim” carregado de ressentimentos. Lembre-se de que seus Búzios não são o dono da verdade, mas o porta-voz de seu Orixá.

28-Um Babalorixá deve refletir sobre todas as coisas imprescindível. Tanto mais, quanto mais, profundos e difíceis algo. Nossa percepção pode falhar, só a reflexão poderá afastar-nos dos erros e ajudar-nos a valorizar o que de bom nos acontece. Não se deve transformar um pequeno acontecimento num a tragédia, levando-o muito a sério. Tampouco se pode menosprezar um problema sério. Para tudo há que se usar bom-senso, que só se pode conseguir com muita reflexão e auxílio de nossos Orixás.

29- Um Babalorixá tem um domínio natural sobre suas próprias emoções, amor, ódio, medo, insegurança, domina mais que a si mesmo: domina o outro, sem violência e sem necessidade de grandes demandas.Mesmo que o ódio percorra sua mente, ele não odeia, quem semeia o ódio colhe tempestade.

30- O Babalorixá não revela suas opiniões a todos. Procura não contradizer aos outros nem a si mesmo, mas exponha o menos possível seus pensamentos e emoções a os outros. Resguarda-se.Proteja seu nome e o de seu Orixá.

31- Por maior que seja a adversidade, procure manter-se calmo e evitar explosões temperamentais que acabariam por afetar sua avaliação. Um Babalorixá sempre verá a verdade sobre todos os ângulos.


Abraços
Alda da Oxum

 

Nenhum comentário:

Orixás

Orixás

Agradecimento


click to create your own


”Bem amados, intensificai vossas orações para que vosso planeta e vossos irmãos possam superar todos os obstáculos que se apresentam neste momento de transição.”


Postagens populares